9 fobias que podem ser identificadas olhando essas fotos

As fobias são medos irracionais que temos. Muitas vezes eles são tão excessivos que nos atrapalham de fazer várias coisas que gostamos. Como por exemplo: quem tem medo de palhaço nunca vai poder levar o filho em um circo, ou alguém com fobia de altura que nunca poderá ir nos brinquedos radicais de um parque de diversão.

A boa notícia é que as fobias possuem tratamento, basta admitirmos o medo e procurarmos um psicólogo ou médico da área. Não perca a vida por conta de algo que pode ser curado. Mas bem, as imagens abaixo podem revelar algum medo que você possa ter e não sabe. Se sentir-se mal com alguma, procure um médico e explique certinho.

9 – Aicmofobia

Muitas pessoas têm medo de agulhas ou injeções, e isso é normal. Porém, o que muitos não sabem é que o medo exagerado de de agulhas ou injeções tem um nome e é aicmofobia.

Ele afeta entre 3% a 10% de toda a população mundial. Se você, quando vê uma agulha entrando na pele, se sente afoito, sem conseguir manter o olhar fixo… isso é resultado da aicmofobia.

Os sintomas mais comuns são:

  • Sensação de desmaio com a visão ou pensamento sobre agulhas;
  • Aumento do ritmo cardíaco ou tensão arterial;
  • Falta de ar, boca seca, tremores, náuseas;
  • Ataque de pânico;
  • Pensamentos assustadores e imagens sobre agulhas, morte, dor e etc;
  • Incapacidade de distinguir entre realidade e fantasia.

8 – Talassofobia

A talassofobia é o medo do mar ou de criaturas que estão nas desconhecidas profundezas.

“A talassofobia, que vem da junção das palavras gregas thalassa (mar ou oceano) e phobos (medo ou temor), refere-se a um medo intenso e, muitas das vezes injustificado do mar”.

Quem sofre desse problema geralmente deixa de curtir a praia nos fins de semana com a família, evita andar de barco ou qualquer coisa que tenha relação com o mar.

7 – Claustrofobia

Cena do filme “Enterrado Vivo”

Uma das fobias mais comuns entre todas. A claustrofobia é o pavor de locais fechados, apertados, onde a pessoa se sente presa e sufocada.

Quem tem claustrofobia pode ter um diagnóstico da doença logo aos 14 anos de idade. Casos graves afetam cerca de 2% a 5% da população. Nesses casos as pessoas não podem sequer andar de metro, elevadores ou entrar em túneis.

Segundo especialistas, o claustrofóbico adquire a fobia graças à eventos indiretos: noticias na TV e jornais, por exemplo.

Sintomas:

  • Suar frio;
  • Respiração rápida ou hiperventilação;
  • Náusea e vômito;
  • Ritmo cardíaco acelerado, taquicardia;
  • Desmaio;
  • Tremor e arrepios;
  • Tontura;
  • Dormência e formigamento;
  • Dificuldade em respirar e medo de sufocamento.

6 – Oclofobia

O show dos Rolling Stones na praia de Copacabana em 2006 bateu alguns recordes de público. Foram mais de 1,5 milhões de pessoas reunidas para ver a banda de rock tocar.

Agora imagine você em um lugar como este… ou pode ser algo menor, como a feirinha da sua cidade. Se você se sente incomodado e tem pavor de lugares abarrotados de gente, então você oclofobia.

5 – Coulrofobia

Tem medo obsessivo de palhaços? Ok, então você possui a coulrofobia.

Esse é um transtorno muito comum entre as crianças, mas se não for superado na infância perdura por toda a vida. Esse medo também ocorre por eventos exteriores, como experiências traumáticas em circos ou assistindo filmes como “It: A Coisa”.

Quem é portador da fobia e depara-se com um palhaço tem:

  • Ataques de pânico;
  • Perda de fôlego;
  • Arritmia cardíaca;
  • Suores e náusea.

4 – Acrofobia

Acrofobia nada mais é que medo de lugares altos. Essa é uma das fobias mais comuns entre as pessoas. Quem possui essa fobia pode acostumar-se com um lugar alto, por exemplo um apartamento ou escritório no alto do prédio. Porém, se algum dia ela precisar se mudar ou ir para outro local alto, vai sofrer com a acrofobia até adaptar-se novamente.

3 – Tripofobia

A tripofobia ocorre quando a pessoa não suporta pequenos buracos ou saliências juntos, todos em padrão repetitivo.

Mas os médicos e psicólogos não consideram a tripofbia uma doença, uma vez que quase todos nós temos aversão a buraquinhos e aglomerados.

2 – Ofidiofobia

Se você é daqueles que quando se fala em cobras já sai da conversa, então pode considerar ter a ofidiofobia. Se esta foto acima te da calafrios, falta de ar e taquicardia … com certeza você tem pavor de cobras em excesso.

Em casos mais graves essa fobia pode ser estendida a répteis em geral.

1 – Gamofobia

Casamento, sim, existe fobia para quem não suporta ver alguém se casando ou qualquer coisa que seja relacionado.

Para os casos mais graves, pessoas que possuam a gamofobia não conseguem sequer entrar num relacionamento sério.

Essa, assim como todas as outras fobias, é um problema que expressa um sentimento descontrolado e irracional da pessoa. As causas podem ser muitas e são:

  • Separação dos pais;
  • Relacionamento romântico traumático;
  • Traições;
  • Perdas;
  • Más experiências com casais de amigos;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Genética;
  • Tensões do dia a dia;
  • Estresse.

E assim como algumas fobias, a gamofobia também possui um elemento/fato traumatizante na vida da pessoa. Podemos ver na lista acima.

Sério!!!

Tem mais uma: a ablutofobia, que é o medo de tomar banho. Você tem? Saiba mais AQUI!