Conheça a história de Silvio Santos e como ele se tornou quem é hoje

Silvio Santos era um camelô que se tornou bilionário e você está prestes a conhecer os detalhes dessa história toda.

Atualmente o empresário e apresentador é dono da Liderança Capitalização, a administradora da tele sena, da Jequiti Cosmeticos e do Sistema Brasileiro de Televisão, o SBT.

Com uma fortuna de 4 bilhões, ele é um dos homens mais ricos do Brasil. Além disso está entre os rostos mais conhecidos no país, não há quem não tenha ouvido falar sobre Silvio Santos.

Silvio Santos

Mas quem foi ele antes de tornar-se o homem que todos conhecemos?

A Vida de Silvio Santos

Filho de um imigrante grego com uma mulher turca, Senor Abravanel nasceu no Rio de Janeiro no dia 12 de dezembro de 1930.

Os pais de Silvio vieram para o Brasil quando Alberto Abravanel, pai do apresentador, precisou fugir do alistamento militar obrigatória na Grécia.

Mas calma, como Senor virou Silvio?

Rebeca Abravanel, sua mãe, foi quem deu a ele o apelido Silvio por não gostar de seu nome de batismo. A história do sobrenome Santos vem bem depois.

Além de Silvio, os imigrantes tiveram mais 5 filhos, porém o apego do nosso querido apresentados era maior por Léo. Os dois cresceram bastante próximos, estudaram na mesma escola e criaram um grande vínculo de amizade. Era com ele que o empresário sempre dava um jeitinho para entrar de graça nas sessões de cinema.

Como Tudo Começou

A carreira como empreendedor de Silvio Santos começou bem cedo, ele tinha apenas 14 anos de idade. Na época, ele tinha testemunhado um vendedor de capinhas para título e se impressionado com a ideia.

O jovem acabou resolvendo montar o seu primeiro negócio.

Não demorou para que o potencial da voz do empresário, na época ainda bem menino, fosse notado.

Você consegue imaginar a voz de Silvio Santos gritando em um camelô? Era bem isso que acontecia e foi desta forma que tudo começou.

Passo a Passo

O menino promissor foi convidado para trabalhar na rádio Guanabara. Mas não pense que tudo aconteceu assim logo de cara. Na verdade, o trabalho de camelô lhe rendia mais dinheiro do que seu cargo de locutor, por causa disso, acabou abandonando as rádios por um tempo.

Porém, não durou muito. Aos 18 anos ele acabou sendo recrutado para o exército. Agora, o seu trabalho nas ruas já não era mais possível. Em busca de uma renda extra, Silvio acaba voltando para o seu antigo emprego.

Não tenha dúvidas de que este jovem já tinha muito do homem de sucesso que conhecemos hoje.

Em uma de suas idas e vindas de um emprego a outro ele acabou tendo uma grande ideia. Resolveu criar um sistema de alto falantes para a barca que utilizava diariamente para atravessar a baía de Guanabara. Como quase tudo que este homem colocou a mão, a invenção foi um grande sucesso.

Agora as viagens não eram mais tão silenciosas, contavam com música e entre elas ouvia-se a voz de Silvio Santos que fazia propagandas.

Além disso, por sugestão do visionário muitas barcas adotaram o Bingo. Sempre que se comprava uma bebida, ganhava-se uma cartelinha para participar.

Adivinha-só! Sucesso.

Foi por esta época que ele escolheu então seu sobrenome, Santos. Segundo relatos, acreditava que este nome o traria sorte e proteção. Agora sim, o nosso Silvio Santos.

Chegada a Televisão

Silvio Santos

Vamos ser sinceros, tudo parece ter dado muito certo até então, mas daí até ser o dono do SBT é um longo caminho.

Depois de sair do camelô, do exército e das propagandas na barca, passar por programas de sorteios e loteria, Silvio Santos enfim chega pela primeira vez a televisão.

Em 1962 estreou para todo o Brasil no programa “Vamos brincar de forca” pela TV Paulista. O sucesso foi tão grande que apenas 2 anos depois começou a comandar o seu próprio programa aos domingos, o “Programa Silvio Santos”.

Temporada na Globo

Silvio Santos

Acabou entrando para essa emissora por um caminho tortuoso. A TV paulista foi vendida e acabou se tornando Rede Globo São Paulo. Mas, apesar da mudança o programa do apresentador foi mantido.

Em meio a tudo isso, Silvio adquiriu o Baú da Felicidade. Através desta empresa ele realizada sorteio e vendia carnês.

Mesmo com alguns contratempos na emissora, Roberto Marinho, acabava por conseguir convencer o apresentador a permanecer por mais um tempo.

Tudo isso mudou quando Silvio Santos começou a se interessar por tornar-se acionista de  de uma rede de TV. Foi assim que o SBT começou a se tornar possível. Largando a Rede Globo, o futuro bilionário levou todo o seu talento para a Rede Tupi.

O Sistema Brasileiro de Televisão

Ainda na Rede Tupi, Silvio Santos adquiriu a licença para criar o canal TVS no estado do Rio de Janeiro. Na época o empresário mantinha seu trabalho na emissora paulista enquanto desenvolvia suas ideias em sua própria rede.

O caminho para criação do SBT não foi tão fácil. A Rede Tupi acabou falindo e o empresário ainda não tinha adquirido sucesso em seu projeto.

Mais uma vez o seu programa foi transferido, desta vez para Rede Record. Neste caso, Silvio Santos foi tão bem sucedido na emissora que chegou a ser dono de 50% da empresa.

Não pense que ele desistiria se seu projeto pessoal. Mesmo na Record, o apresentador aproveitou o espaço deixado pelo fim da Rede Tupi e lançou o TVS também no estado de São Paulo.

A partir de então começou a nascer o que hoje conhecemos como SBT. Rapidamente o canal conquistou o público e foram surgindo então várias afiliações.

O “Programa Silvio Santos” foi transmitido pela Record até o ano de 1987 quando Silvio decidiu dedicar-se apenas a própria emissora.

Silvio Santos Hoje

Casado pela segunda vez, pai de 6 filhas, dono de uma das emissoras mais fortes do país, bilionário, isso é o que Silvio Santos é hoje, um tremendo sucesso.