Fazer xixi em um tijolo pode ajudar a salvar o planeta

Já imaginou vender seu xixi para uma empresa que faz tijolos? Depois de um tempo passar por um edifício e saber que você tem “parte” nele. Parece loucura, mas é o que uma faculdade Sul Africana anda fazendo.

Dyllon Randall e seus estudantes descobriram que é possível fazer tijolos com urina humana, e tijolos dos mais resistentes ainda, bem mais fortes que os que conhecemos hoje em dia. Que saber mais sobre essa ideia maluca? Confira!

A premissa

Como nosso planeta já está cheio de empresas que poluem nosso meio ambiente com seus meio de produção, a ideia de Randall foi de criar algo que não agrida a natureza. Os tijolos convencionais precisam ser aquecidos a grandes temperaturas, fazendo com que eles liberem grande quantidade de dióxido de carbono.

Já o tijolo produzido por Randall e os estudantes não, urina, areia e bactérias foram combinados de uma maneira fazendo com que ele solidifique em temperatura ambiente.

Randall ainda disse: “É essencialmente a mesma forma como corais se formam no oceano”.

O Processo

Funciona assim, é coletada a urina de banheiros masculinos, depois do primeiro servir como fertilizante sólido, o restante é usado para “cultivar” os “biotijolos“. Esse processo é chamado de precipitação de carbonato microbiano.

As bactérias separam uma enzima que está na urina, solidificando junto da areia, formando tijolos cinzas. Segundo os alunos, o cheiro de xixi fica por algumas horas, mas logo passa.
Randaal relatou que é preciso de 25 a 30 litros de urina para fazer um único tijolo, ou seja, mais ou menos umas 100 idas ao banheiro.

Randall disse que a primeira vez que fizeram, os tijolos de xixi saíram 40% mais resistentes que os tijolos de calcários porém, da segunda vez em diante ele e os alundos da faculdade da África do Sul conseguiram dobrar esse número.

O projeto ainda está na fazer de testes, mas logo poderemos contar com esses poderosos tijolos.

E você, o que acha dessa invenção, vai vingar?