O que fazer se uma Água-viva encostar em você?

Se você já foi queimado por uma água-viva deve saber bem como são os momentos seguintes. Tudo que as vítimas desejam é algum tipo de alívio para sua dor. A você que nunca experimentou, não queira, avistando um desses animais, mantenha distância. Prevenir é sempre a melhor opção.

Mas, para o caso de você ser surpreendido pelo contato com as medusas por aí, foram reunidas as melhores dicas sobre o que você deverá fazer.

A verdade é que essas criaturas estão muito bem espalhas, mesmo com toda a cautela possível, vez ou outra você pode acabar esbarrando com uma delas nadando ao seu redor.

Por que a água-viva queima?

Esses animais possuem uma espécie de arpão chamado cnida. No interior das células desta região ficam acúmuladas algumas toxinas que funcionam como uma espécie de veneno.

Diferente do que a gente imagina, não é como se voluntariamente as medusas quisessem atacar humanos. O próprio contato é quem causa a liberação dessas substâncias e, portanto, a sensação de queimação.

Algo bastante curioso sobre os danos provocados pela água-viva é que na verdade ela não queima a pele. O veneno é formado por neurotoxinas e outros elementos necrosantes que causam uma sensação de sofrimento interpretada pelo cérebro humano de forma similar a uma queimadura.

Além da dor, essas substâncias são também as responsáveis pela ferida e pelo aparecimento de bolhas na pele.

Fui ferido por uma água-viva, e agora?

Como prometido, serão apresentadas a você, as melhores dicas a respeito do tratamento das queimaduras provocadas por esses animais. A ideia é não só aliviar a dor, como acelerar o processo de cura.

Está preparado? Então vamos lá.

1 – Mantenha a Calma

Parece um passo simples, mas a verdade é que a primeira tendência do ferido é sair correndo da água. Essa não é uma boa opção.

Seja cuidadoso ao nadar de volta para a areia. Faça movimentos leves para que sejam evitados novos contatos com o animal. Se possível avalie bem o perímetro.

Outro detalhe importante, não coloque as mãos sobre a ferida, provavelmente ainda haverão alguns tentáculos ali e você poderá acabar provocando mais um problema.

2 – Lave o Local

Depois de recuperada a calma e já em uma região mais segura, use a água do mar para limpar o ferimento. Jamais opte por água doce, ela pode piorar ainda mais sua situação.

3 – Retire os Tentáculos

Utilize algum artifício para remover o restante dos tentáculos da água-viva. É muito comum que fiquem agarrados na ferida. Jamais faça isso com a mão, o contato com a pele continua estabelecendo risco.

A dica é utilizar uma pinça, ou mesmo palitos de picolé, uma chave ou um cartão.

4 – Aplique Vinagre

Nada de urina. Não corra o risco de se contaminar. Vá a um quiosque ou restaurante próximo e peça por vinagre. Aplique o produto sobre o local atingido por alguns segundos. Rapidamente você se sentirá um pouco de alívio, pois esta substância neutraliza o veneno.

6 – Jogue Água Morna e Sal

Esta é uma ótima dica para amenizar a dor e a inflamação. Mantenha a região o mais imóvel possível e aplique a solução.

7 – Compressas Frias

Depois de realizados todos os procedimentos descritos anteriormente, você poderá optar também pela aplicação de compressas frias para o tratamento da dor.

8 – Evite tomar sol

Evitar a exposição direta e desregrada ao sol nos dias seguintes ao acidente é importante para uma boa reconstituição da pele. Com a contaminação pelo veneno, a região acaba tornando-se mais sensível.    

9 – Procure o Pronto Socorro

Este tipo de queimadura não é algo tão simples sempre. Algumas pessoas acabam

apresentando queimaduras graves, existem também casos onde a dor é profunda, ou mesmo situações onde o indivíduo é alérgico a esses animais.

Todos os casos que se mostrem mais sérios ou que não manifestem nenhum tipo de melhora com os procedimentos descritos até aqui, devem ser direcionados para o pronto socorro.

Não seja negligente. Os profissionais de saúde são pessoas capacitadas e com certeza saberão, melhor do que ninguém, a forma correta de lidar com cada caso.

Fique Atento

Para evitar problemas, fique sempre atento. Evite áreas afastadas, se possível, verifique bem a região antes de aproveitá-la.

Ao chegar em uma praia pela primeira vez procure se informar. Algumas regiões são tipicamente mais afetadas, os moradores provavelmente saberão bem como te direcionar.

Mesmo aquelas medusas que estão aparentemente mortas na areia, podem acabar apresentando algum resquício de veneno, portanto, não se arrisque, evite o contato.

Já diz o ditado, “Prevenir é melhor do que Remediar”, sem dúvidas, isso se aplica bem no que diz respeito a água-viva.