Qual a probabilidade do Google falir?

Será mesmo possível o Google falir?

O nascimento do Google foi um marco na história, a invenção lançada em 1998 não só organizou as informações, como cumpriu o seu propósito de torná-las universalmente acessíveis.

A empresa que oferece serviços online e softwares, desde sua criação já desenvolveu diversas parcerias. Além de ter feito algumas aquisições importantíssimas.

Gigante e muito respeitado o Google segue na frente em diversos ramos, permanecendo como o principal motor de buscas desde sua criação. Mas será que um dia isso vai mudar?

Chegou a hora de você conhecer um pouco mais sobre a história do Google e sobre suas expectativas em relação ao mercado.

História

Larry Page e Sergey Brin são os idealizadores, criadores e donos do Google. Toda essa história começou quando os dois faziam seus doutorados na Universidade de Stanford.

Em meio aos estudos os jovens acabaram ficando grandes amigos. Page andava muito insatisfeito com a natureza da Web e maneira como suas buscas eram feitas. Foi quando juntos eles desenvolveram o pré-google.

A ferramenta já era bastante funcional. A partir de sua criação os resultados já não eram selecionados exclusivamente pelo número de vezes que aquele determinado termo teria sido pesquisado. Mas o novo sistema era capaz de relacionar os mais diversos links, direcionando os usuários a uma busca mais completa.

Entretanto, devido ao alto processamento, o pré-google era o responsável por travar completamente a rede da Universidade onde eles desenvolveram o projeto.

Foi então que o primeiro passo para o nascimento da companhia foi dado. O sistema foi instalado na casa dos jovens, que conseguiram alguns financiadores para o seu projeto.

Pouco mais de um ano depois o que viria a ser o nosso Google de hoje em dia já estava instalado em diversas empresas. Ele já era a ferramenta de pesquisa utilizada por milhares de pessoas.

O crescimento do negócio foi um grande desafio. Os jovens não tinham o lucro como objetivo, e sim fornecer um produto acessível e de qualidade.

Foram tempos iniciais complicados, mas que os levaram a uma companhia de sucesso mundial. Aqueles dois jovens jamais teriam como prever o que Google viria a se tornar.  

Uma possível falência

Para seguir um ideal, os jovens “Googles Guys” tiveram que dar duro. Os prejuízos começaram a aparecer e eles precisavam descobrir uma boa maneira de tirar lucro do seu mais novo negócio.

Foi então que nasceu o Google AdSense, um serviço de publicidade ainda oferecido pela companhia e um dos principais geradores de lucros do sistema.

Com o tempo a empresa foi se firmando e o projeto que era inovador, tornou-se fundamental na vida de milhões de pessoas no mundo inteiro.

O Google cresceu absurdamente, tornou-se uma companhia milionária, concorrendo com a Apple e com Microsoft por exemplo.

Entretanto, o mercado sempre pode mudar.

As probabilidades do Google falir são comparadas as das duas empresas citadas. É preciso um baque muito grande para que o problema não tenha como ser contornado.

Por mais que novas ferramentas surjam e que o buscador no Google seja superado, a empresa atua em campos bastante variados, o que dá a ela várias possibilidades em situação de necessidades extremas.

Um dos fatores que contribuem bastante para essa “proteção” foi a criação da Alphabet Inc, um conglomerado de empresas administradas por Larry Page e Sergey Brin.

Graças a isso, o Google foi dividido em ramificações, sendo cada setor responsável por determinada área específica. Isso permite que cada um desses ramos se foque em desenvolver uma categoria de serviços especializada.

Não podemos dizer que é impossível o Google falir. O mercado é volátil e não podemos prever a possível ocorrência de más negociações ou hipóteses similares. Mas um acontecimento como esse seria uma grande surpresa, pois não é para isso que a maioria dos fatores apontam.

O que seria de nós sem o Google

Você consegue imaginar o que seria de nós se o Google falir?

Basta pensar no que você faz quando deseja encontrar um número de telefone, uma localização, uma informação sobre determinado produto, uma receita, além de diversos outros serviços. Você provavelmente abre uma página na web e vai direto no campo de preenchimento do Google.

E acredite, as consequências vão bem mais além de não termos informações na palma de nossa mão.

Milhares de pessoas que hoje vivem e produzem renda através do Google e de suas ferramentas, como por exemplo os Youtubers, os dono de Blogs, os Freelancers de maneira geral, se encontrariam completamente perdidas.

Seria como se o mundo fosse separado de nós, como se perdêssemos acesso a nossa principal fonte de conhecimento. Com certeza não estamos preparados para isso.