10 espécies extintas que voltaram a ser vistas

Ao longo de toda a história do nosso planeta inúmeras espécies acabaram entrando em extinção. Dentre essas muitas sumiram devido a efeitos naturais, porém, várias delas desapareceram graças a interferência humana na natureza.

Apesar de tudo, alguns desses animais acabaram reaparecendo. É sobre isso que falaremos aqui, você está prestes a conhecer 10 espécies que chegaram a extinção, mas que, depois de certo tempo, renasceram.

Você conhece algum caso assim? O ressurgimento dessas espécies é motivo de muita alegria. Ainda assim, há muito mais o que se fazer e principalmente o que se mudar na relação entre o homem e a natureza para que a preservação dos animais possa realmente acontecer.

1 – Takahê

Você já ouviu falar sobre esta ave? O Takahê é uma ave endêmica da Nova Zelândia. Apesar de não saberem voar, impressionam pelas cores belas de suas asas que dão a eles uma aparência única.

Em 1898 faleceu o último exemplar da espécie. Por isso, a partir daquele ano ela declarada extinta. Porém, em 1948 nas montanhas Murchison na Ilha do Sul, uma espécime foi vista novamente.

Desde então um forte trabalho de preservação tem sido feito e, ao que tudo indica, o takahê está de volta.

2 – Cervo-do-Kashmir

Você se lembra da nossa lista dos 10 animais que você nunca ouviu falar? Lembra-se do cervo vampiro? Acredite, ele está de volta.

Considerado extinto desde 1948 este animal bizarro simplesmente reapareceu durante a última década. Tudo começou em 2008 quando foi realizada uma expedição no Afeganistão por um grupo de pesquisadores.

Os biólogos encontraram uma família constituída por um macho, uma fêmea e um filhote.

3 – Cahow

Essas são verdadeiras histórias de superação, de alguma maneira essas espécies voltaram a existir mesmo tendo desaparecido há anos. O Cahow ficou séculos extinto e, em 1951, para surpresa de todos foram encontrados seis animais vivos da espécie.

Diante disso um forte trabalho de preservação teve início. Atualmente temos mais de 150 unidades vivas dessa ave que é nativa das Ilhas da Bermuda.

4 -Pecari-do-Chaco

Parecia impossível que animais extintos há milênios pudessem ressurgir. Porém, é fato. O Pecari-do-Chaco não pode mais ser incluído na lista de espécies extintas.

Esses animais durante muito tempo foram endêmicos das florestas isoladas da América do Sul. Em 1930 um fóssil de milênios de anos foi encontrado na região. Para surpresa dos pesquisadores, uma unidade viva dessas criaturas foi vista em 1975 no Paraguai.

5 – Colocolo

Esta espécie de marsupial também é bastante antiga. O colocolo é considerado um fóssil vivo. Todas as demais espécies de sua ordem desapareceram ainda nos períodos Oligoceno e  Mioceno.

Depois de milhões de anos dentre as espécies extintas, foram reencontrados nas regiões dos bosques densos no Chile.

6 – Lêmure-anão

Geralmente ouvimos muito falar a respeito de animais extintos. Quase sempre a parte triste desta história toda. Mas esta é uma lista diferente, o Lêmure-anão é mais um caso de animais que haviam desaparecido e que reapareceram.

Lêmure é uma espécie bastante curiosa, tudo indica que eles atravessaram o mar após a separação entre a ilha de Madagascar e o continente africano. Em 1875 desapareceu o último animal da espécie anã. Entretanto, no ano de 1966 essas criaturas voltaram a ser encontradas na ilha.

7 – Acrocephalus orinus

Apelidada de “a ave menos conhecida do mundo”, a espécie Acrocephalus orinus era conhecida por uma única unidade encontrada na Índia em 1867. Desde seu registro nenhuma novidade surgiu ao seu respeito até que em 2006 uma espécime com um DNA similar foi encontrada na Tailândia.

Depois do reencontro dos pesquisadores com a espécie outras unidades similares foram reconhecidas no Afeganistão e no Bangladesh.

8 – Gambá pigmeu da montanha

O reaparecimento de espécies extintas é mesmo um fato surpreendente. O caso do Gambá pigmeu da montanha foi bastante curioso. Um exemplar da espécie dada como extinta há mais de 20 mil anos surgiu de repente em uma cabana de esqui na Austrália em 1966.

Logo em seguida, em 1970 mais algumas unidades foram encontradas. Os pequeninos são fofos e cativantes. Apesar de serem ainda alvo de preocupação no que se trata de preservação, essas criaturinhas já podem ser encontradas vivas por aí.  

9 – Tarpans

Esta é uma subespécie de cavalos selvagens que vivia na Mongólia até ser extinta há alguns anos atrás. Acredita-se que o último animal da espécie tenha morrido em 1909 em cativeira na Rússia.

Porém, os zoológicos de Berlim e Munique conseguiram reconstituir a raça através de alguns cruzamentos em cativeiro. O primeiro filhote nascido após a extinção surgiu em 1933, era verdadeiramente um representante da espécie desaparecida.

10 – Jacu de Asa Branca

portaldosanimais.com.br

Depois de um século de seu desaparecimento o Jacu de Asa Branca entrou para lista de espécies que ressurgiram. Um exemplar foi visto em Lambayeque, noroeste do Peru em 1977.

Desde então essas aves têm habitado a região do refúgio de vida silvestre Laquipampa, onde se alimentam de frutas e plantas.