Você sabe como um aparelho funciona dentro da boca?

Se você não usou, provavelmente já viu alguém usando um aparelho dental por aí. Mas alguma vez já parou para imaginar como é que eles funcionam dentro da boca do indivíduo?

É sobre isso que trataremos aqui, vamos entender tudo a respeito do aparelho dental, desde  para que ele serve, quando é indicado e, principalmente, a respeito de como ele funciona.

Muitas pessoas crescem curiosas para viver a experiência de usar o famoso aparelho, talvez depois deste artigo elas já não queiram tanto assim. A verdade é que enquanto realizam sua função, estes instrumentos acabam provocando um certo desconforto.

Isso se dá exatamente por causa da maneira como eles funcionam, em breve você entenderá melhor.

Querendo ou não usar um desses um dia, você não pode perder a chance de saber tudo sobre os aparelhos dentais.

Aparelho dental fixo ou móvel

Para começar vamos falar sobre a indicação dos dois mais conhecidos tipos de aparelhos. Talvez você nunca tenha ouvido falar a respeito, mas existe uma diferença significativa entre os dois tipos de tratamento.

O aparelho móvel é indicado para crianças ainda em fase de crescimento, geralmente entre 6 e 12 anos de idade. Neste caso o objetivo é inibir ou modificar o crescimento ósseo do indivíduo, modulando o desenvolvimento correto.

O principal problema desses pacientes relaciona-se ao mau fechamento da boca, o que na maioria das vezes tem relação com o hábito de chupar dedos, chupetas ou mesmo o costume de respirar constantemente pela boca.

Nestes casos essas pessoas acabam  apresentando problemas como os exemplificados a seguir:

  • Sobremordida
  • Mordida cruzada
  • Desvio da linha mediana
  • Mordida aberta
  • Diastema
  • Apinhamento

Enquanto isso, os aparelhos fixos podem ser utilizados até mesmo em adultos. Sua principal função é direcionar a arcada dentária para a posição correta.

Desta forma, as indicações envolvem casos como:

  • Dentes encavalados (apinhados)
  • Dentes afastados
  • Dentes projetados
  • Dentes tortos
  • Dor Maxilar

A respeito dos aparelhos fixos, surgiram algumas novidades que estão se tornando cada vez mais populares, que é o caso do aparelho estético e do aparelho lingual. As duas modalidades tem como finalidade reduzir o comprometimento estético do indivíduo.

O aparelho estético faz uso de bráquetes transparentes, enquanto o aparelho lingual vai fazer a colagem de peças na região posterior aos dentes. Em ambos os casos diminui-se o incômodo visual.

Como os aparelhos funcionam

Chegou a hora de compreendermos melhor como essas ferramentas funcionam. É de conhecimento geral que através deste tipo de tratamento o sorriso de muitas pessoas é transformado, e muitas delas, que sofriam com dores, dificuldades com a fala e até mesmo problemas de auto-estima, passam a desenvolver uma melhor qualidade de vida.

Porém, se você já tentou empurrar os seus dentes com as mãos, deve ter notado que nossa arcada dentária é bem firme e impede qualquer tipo de movimento.

Diante disso, como é possível que os aparelhos promovam uma alteração tão significativa?

Existe um pequeno espaço entre a raiz do dente e região do osso onde eles são fixados. Esta região é composta por fibras e é através dela que os aparelhos atuam.

Ao instalar os braquetes nos dentes do paciente, o odontologista passará a manipular a ferramenta de modo que ela passe a exercer força sobre essa área fibrosa. Com isso, algumas modificações vão sendo vagarosamente causadas na região.

A medida que a força gera mudança no local de instalação das raízes nos ossos, o corpo passa a produzir osteoclastos que fazem a remodelação das células destruídas, possibilitando um novo desenvolvimento, desta vez, na posição correta.

Todo esse processo dura aproximadamente 30 dias, por este motivo as consultas de manutenção devem ser realizadas mensalmente.

É exatamente essas mudanças e essas reconstruções que geram o desconforto experimentado pelo paciente logo após as consultas. A sensação de dor é provocada pelas alterações estruturais advindas da força exercida pelo aparelho sobre a raiz do dente.

O tratamento dura aproximadamente dois anos, podendo variar de acordo com a individualidade de cada caso.

Geralmente um aparelho móvel é indicado para o período de finalização do processo, na tentativa de conter qualquer nova movimentação.

Benefícios

Os aparelhos, tanto móveis quanto fixos são eficientes dentro das funções que lhe propõem. Os principais benefícios tem relação com a contenção dos problemas já listados anteriormente.

Alguns quadros quando não tratados podem acabar desencadeando danos mais graves ao paciente, como o desenvolvimento de cáries, doenças gengivais, alterações ósseas, perda de dentes, dificuldades na fala, problemas respiratórios, entre outros problemas funcionais.

Portanto, apesar do incômodo provocado, o uso de aparelho dental ainda é o tratamento mais indicado para uma infinidade de casos odontológicos.