Qual a maior temperatura que o corpo humano consegue aguentar?

Parece que as temperaturas durante o verão tem se tornado cada vez mais altas. A cada ano a impressão é de que a sensação de calor que antes parecia absurda, agora já foi superada e de que o clima está ainda pior.

Quantos graus fazem no auge do verão no local onde você vive? Existem regiões no Brasil que passam facilmente dos 40 graus celsius. Você consegue imaginar isso?

Pois é, mas diante de todo esse calor, uma pergunta vem a calhar. Qual a maior temperatura que o corpo humano consegue aguentar?

Vamos falar sobre isso?

A Temperatura do Corpo

temperatura

Você provavelmente já teve febre e então fez o uso de um termômetro para avaliar a temperatura corporal. Se fez isso, sabe que são considerados valores anormais quando acima de 37,2 graus celsius.

Um pequeno aumento na temperatura corporal ocorre ao longo do dia, chegando ao seu pico no início da noite e sem sequer passar pelo valor citado anteriormente.

Quando em estado febril, geralmente a temperaturas são de até 37,9 graus celsius, sente-se calafrios sudorese e mal estar. A medida que a temperatura vai subindo surgem os riscos de convulsões e delírios.

Se a temperatura humana passar dos 40 graus celsius começa-se a correr riscos de hipertermia. Nesses casos os sistemas corporais de controle já não são mais eficazes e os danos podem ser tão graves que o indivíduo corre o risco de falecer.

Mas o que isso tem a ver com a temperatura máxima que o seu corpo pode suportar?

O corpo humano troca calor com o ambiente externo frequentemente, desta forma temos a sensação de que está quente quando andamos no sol e de que está frio se entramos em um local com ar condicionado.

Até que ponto é possível controlar essa troca sem que ela prejudique a vida?

É sobre isso que trataremos logo a seguir.

O que acontece na Hipertermia

temperatura

Você faz ideia de quais são os perigos que envolvem uma elevação exacerbada da temperatura corporal?

Agora já sabe que pode levar a morte. Mas, por que será?

Vamos entender melhor porque o corpo humano não é capaz de suportar temperaturas muito elevadas.

O Controle da Temperatura

Se em um ambiente quente, o próprio organismo humano começa a tentar equilibrar a temperatura. Ele faz isso através do suor e da dilatação dos vasos sanguíneos.

Você sabe como isso funciona?

Para evaporar o suor, é preciso que haja uma troca de energia. Com o objetivo de passar do estado líquido para o gasoso o suor acaba “roubando” calor da pele, consequentemente ela se torna um pouco mais fria.

Com o resfriamento da pele, o sangue acaba sofrendo uma queda de temperatura. Em busca de potencializar isso o organismo aumenta o calibre dos vasos sanguíneos, desta forma, mais sangue é resfriado a medida que o tempo vai passando.

A hipotermia acontece quando o corpo já está tão quente que essa regulação não é mais eficaz.

temperatura

Consequências da Hipertermia

A situação se torna crítica. Os sistemas tampões, responsáveis por fazer o controle do equilíbrio de diversas substâncias em nosso sangue passa a ficar desregulado. As proteínas começam a desnaturar. Todo o funcionamento corporal fica comprometido.

Dentre as consequências da Hipertermia tem-se:

  • Insuficiência Renal
  • Danos ao Fígado
  • Problemas Respiratórios
  • Hemorragia Gastrointestinal
  • Trombocitopenia
  • Lesão Cerebral

A Temperatura Máxima que o Corpo Humano Pode Suportar

Agora que você já conhece a temperatura ideal para o bom funcionamento do organismo, sabe como é feita sua regulação, e, além disso, compreende quais são os danos causados pela hipertermia, está pronto para descobrir a resposta para a nossa pergunta.

Qual a maior temperatura que o corpo humano consegue aguentar?

A resposta é 127 graus celsius durante 20 minutos.

Chocante não é mesmo?

Isso só é possível graças ao suor, que vai sendo eliminado e com isso contribui para o controle da temperatura.

Como você pode imaginar, ao longo desses 20 minutos está havendo troca de calor entre o corpo e o ambiente, desta forma, a temperatura corporal vai subindo ao longo do tempo. O sistema regulador do próprio organismo vai trabalhando para manter o equilíbrio e as funções corporais.

Porém, ainda assim, chega uma hora que este trabalho não é suficiente e o corpo acaba entrando em hipertermia. Você sabe bem o que vem logo a seguir. Danos muitas vezes irreparáveis.

temperatura

Se o ambiente for úmido, a temperatura máxima acaba sendo reduzida. A umidade do ar prejudica a transformação do suor de líquido para gás e dificulta o trabalho do corpo em manter sua temperatura dentro de seus limites.

E ai? Você foi surpreendido? Esperava que fosse um valor maior ou menor? Os estudos sobre este assunto começaram no século XVIII quando Charles Blagdan entrou em cômodo aquecido a 105 graus celsius em busca de respostas para uma pergunta similar a nossa.

De lá para cá maneiras seguras e eficientes de estudar tal fato foram desenvolvidas. Dessa forma, chegamos a esta resposta precisa e certeira