Quem eram os Astecas e de onde eles surgiram?

Os Astecas, um povo mexica itinerante que falavam o idioma náuatle, situados na região do México Central pela primeira vez no século VI d.C. Os séculos se passaram e muita coisa aconteceu, mas depois de toda a turbulência eles se estabeleceram e fundaram a cidade de Tenochtitlán, em 1325.

A cidade-estado ficava situada em uma ilha no lago Texcoco. Em 1427, Tenochtitlán, Texcoco e Tlacopan uniram as forças e formaram uma tríplice aliança. Este momento da história significou a união dos Astecas. Até o século XVI Tenochtitlán foi o centro do império, quando sofreu com a invasão espanhola. Essa antiga cidade hoje se chama “Cidade do México”.

Quem eram os Astecas

Os Astecas foram uma antiga civilização mesoamericana, pré-colombiana e a mais jovem delas. Ela urgiu em meados do século VI d.C., mas desenvolveu-se principalmente entre os séculos XIV e XVI, onde hoje é o México.

A cidade de Tenochtitlán foi fundada em meio a pântanos e lagos, perto de Texcoco. Possuíam uma sociedade hierarquizada e totalmente dividida, sendo governada por um imperador. O povo era submisso as vontades desse governante que sempre precisava de mão-de-obra.

Eles desenvolveram técnicas agrícolas e construíram impérios com as mãos do povo. Além disso, o artesanato era muito forte por lá: tecidos, objetos de ouro, prata e muitas pinturas.

O imperador era um militar, chefe do exército. Quem era parte na nobreza também fazia parte dos sacerdotes e militares do governo. Quem não fazia parte desse seleto grupo (a grande maioria) deveria trabalhar construindo pirâmides, templos, estradas e muitas outras tarefas incumbidas pelo imperador.

O imperador Montezuma II, que governou no inicio do século XVI, chegou a formar mais de 500 cidades. A população dos Astecas se espalhava por grande parte do México, em mais de 6 milhões de pessoas.

Mas em 1519 o império começou a sofrer com as invasões espanholas. Os europeus dominaram tudo que viam pela frente, se apropriando de grande parte da terra asteca. Assim como os Maias, os Astecas sucumbiram ao poder espanhol, sendo que muitos tornaram-se escravos. Eles deveriam trabalhar em minas de carvão, ouro e prata.

Religião

Os Astecas eram um povo politeísta, ou seja, possuíam mais de um deus. Eles faziam vários sacrifícios em nome dos deuses pois acreditavam que o sangue das oferendas não deixaria que a engrenagem do mundo enferrujasse.

Como parte da mitologia asteca, uma das histórias diz que os deuses se sacrificaram para que a Terra fosse criada. Sendo assim, o antigo povo se sentia na obrigação se fazerem sacrifícios também. O detalhe está na forma como eram feitos os rituais. Um deles é sobre o coração palpitante; reza a lenda que a oferenda deveria ter o coração arrancado ainda palpitando e entregue aos deuses. Dessa forma todos estariam satisfeitos.

  • Sacrifício para Huitzilopochtli ou Tezcatlipoca – A pessoas era colocada em uma pedra e tinha seu coração arrancado;
  • Sacrifício dedicado a Tlaloc – Crianças eram mortas em nome deste deus aqui. Ele era o deus da água, da chuva e da fertilidade. Sendo assim, as crianças eram levadas ao topo de uma montanha e lá eram mortas. Os Astecas acreditavam que quanto mais as crianças chorassem, mais chuva cairia.

Informações adicionais

  • A expansão asteca foi de norte a sul da América Central, tomando outras civilizações como os Toltecas;
  • A cidade de Tenochtitlán, em seu auge asteca, possuía 140 mil habitantes. Ela foi a maior das cidades das antigas civilizações das Américas;
  • Os templos desse povo antigo eram feitos inteiramente de pedra e todos alinhados com os astros;
  • O calendário asteca era muito parecido com o Maia. A propósito, eles usaram o calendário maia, porém fizeram algo mais preciso; o ano solar tinha 365 dias;
  • Como a grande cidade de Tenochtitlán foi erguida em lagos e pântanos, os Astecas tiveram o maior cuidado em drenar os locais. Isso sem falar nas grandes estradas que foram construídas. Eles eram muito engenhosos;
  • O idioma falado por eles era o “nahuatl”;
  • Eram chamados e “Mexica”, traduzido seria “Lago da lua”. Daí o nome “México”, do país atual;
  • A escrita era simples e fácil de entender; eles usavam desenhos e sinais conhecidos como pictógrafos ou pictogramas.

Mas e aí, gostou de conhecer um pouco sobre os Astecas. Claro que eles possuíam muito mais histórias a seus respeitos, mas esse foi um breve resumo da vida deles. Informe-se em livros de história sobre as civilizações pré-colombianas. Boa leitura!

Mas se quiser saber um pouco sobre os Maias, aqui é o lugar!